Alegrão

  • calendário

    Agosto 2017
    S T Q Q S S D
    « Mar    
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  
  • Entradas Mais Populares

  • Categorias

  • arquivo

Archive for the ‘música’ Category

Sábado de tarde

Posted by alegrão em Novembro 7, 2007

Nestas alturas de muito trabalho, o “brevemente” é muito subjectivo… Mas, como prometido, aqui estou para relatar a excelente tarde que tive naquele Sábado.

VdR-FnacP-1

Às 16 e picos, começou o esperado concerto dos Vozes da Rádio. Aqui já os podem ver com a indumentária especial de concerto. O alinhamento estava espectacular como sempre, mas a meio aconteceu algo de insólito: o Vilhas saíu do palco deixando as restantes Vozes de boca aberta. Passado um pouco, lá apareceu no meio do público, admitindo que teria ido ao WC. Daqui se pode ver que um concerto deles é sempre uma caixinha de surpresas.

VdR-FnacP-2

É comovente ver um grupo de mãos dadas a interpretar uma das últimas músicas. O Vilhas não deu as mãos, talvez por falta de tempo na sua ida rápida WC…

VdR-FnacP-3

A assistir estava o Manuel Paulo e Rui Veloso (de muletas), juntamente com parte do elenco do musical “Cabeças no ar”, em exibição no Coliseu do Porto. Claro que o destino seguinte foi o Coliseu do Porto.

Posted in Lazer, música | 4 Comments »

Noites da sala vermelha

Posted by alegrão em Setembro 24, 2007

Estou de volta à escrita, depois de umas semanas de muito trabalho.

Na última publicação, disse que depois do concerto, os Vozes da Rádio me convidaram a acompanhá-los à “sala vermelha” (que eu baptizei de “noites da bohemia“). Foi com muito gosto que os acompanhei em duas dessas noites,  onde me diverti num ambiente descontraído e de amizade. Aqui fica uma foto do grupo da última noite.

VdR SalaV1

Nessas noites conheci melhor, não só os membros dos Vozes da Rádio, como os técnicos de luz e som. Também privei com Carlos Figueiredo que vai fazer o Making off do polémico filme “Corrupção”.

O técnico de som (Nuno Oliveira) tem um grande talento na cozinha: faz pizzas muito boas, mesmo sem material… Fiquei a conhecer um ingrediente novo: rúcula.

O técnico de luz (Pedro Cabral) tem um enorme talento: a música. Dava gosto vê-lo de guitarra na mão, frente a uma cifra da net e tocar e cantar uma música “séria” do Djavan, ou com boa disposição uma dos ABBA ou dos Village People.

Como sou um bom lisboeta, levei uns Pastéis de Belém para acompanhar as belas “Bohemias” e houve quem levasse um vinho todo “sexy” (Região do Alentejo).

VdR SalaV3

Para além da diversão, enriqueci os meus parcos conhecimentos em relação ao vídeo e à música. Igualmente enriqueci com a experiência transmitida por todos os Vozes. Se já gostava do seu trabalho, fiquei a admirar as personalidades.

VdR SalaV2

Aqui fica um “até à próxima” noite de bohemia, num apartamento de uma cor qualquer.

Posted in música | 7 Comments »

Vozes da Rádio no Casino Lisboa

Posted by alegrão em Agosto 19, 2007

Na passada terça-feira fui, pela primeira vez, ao Casino Lisboa. Fui ver os Vozes da Rádio.

Visualmente, o salão do casino é muito agradável. É redondo, a fazer lembrar uma roleta, com números e tudo. O palco também é redondo, conhecido na gíria dos Vozes da Rádio como “A bolacha“. A primeira fila de mesas roda muito ligeiramente à volta do palco e as outras são estáticas. Na parede está um grande ecrã, onde se pode ver em pormenor o que se passa na bolacha. Por baixo do ecrã existe um “recorte” na parede onde actua o grupo “residente” do casino.

Vozes Rádio Casino Lisboa 3

Esta foto foi tirada no segundo andar do salão. É um pouco longe, mas dá para ver o aspecto geral da noite.

Vozes Rádio Casino Lisboa 2

Dá para ver que o Vilhas estava de castigo ou zangado. É que passou o concerto virado de costas para o público… Estaria de castigo ou zangado? Outra das hipóteses seria estar com sede, é que estava virado para o bar…

O miúdo parece que está a pedir um tostãozinho para o Santo António. Ou será que estaria a pedir o contacto de alguma moça do público?

O aniversariante da noite, o Jony, estava muito compenetrado a aguardar a sua “deixa”. Ou então a pensar nos “Lexus” que se vendiam mesmo nas traseiras do casino…

O Joca, com o seu penteado manjerico, estava a acenar a alguém. Talvez a dizer ao técnico de som para não ir ainda preparar a pizza, que ainda faltavam as últimas músicas.

O Tomy estaria a pensar na idade que iria atribuir a seguir aos restantes Vozes. É que este mês há muitos aniversários e muitas contas a fazer, para chegar à conclusão que a média de idades do grupo é de… uns 25 anos… Ou então a pensar onde teria deixado os óculos durante a tarde…

Vozes Rádio Casino Lisboa 1

No final do concerto, fui convidado a passar uns momentos na “sala vermelha”, que eu baptizei de “Noites da Bohemia”. Mas esse assunto fica para outro dia. Por agora termino a informar que os Vozes da Rádio irão estar de hoje a terça-feira, no Casino Lisboa às 23:00. Repetem a dose para a semana. Se puderem, não percam! Vale a pena deitar um pouco mais tarde, estejam de férias ou não.

Posted in Lazer, música | 12 Comments »

Encosta-te a mim

Posted by alegrão em Agosto 9, 2007

Hoje é dia de ir ao Casino Estoril ver o Jorge Palma, vou conhecer melhor o seu novo disco. Entretanto, aqui fica a letra do single de lançamento:

Amor perfeito amarelo lilás

 ENCOSTA-TE A MIM

Encosta-te a mim, nós já vivemos cem mil anos
encosta-te a mim, talvez eu esteja a exagerar
encosta-te a mim, dá cabo dos teus desenganos
não queiras ver quem eu não sou, deixa-me chegar

Chegado da guerra, fiz tudo p´ra sobreviver
em nome da terra, no fundo p´ra te merecer
recebe-me bem, não desencantes os meus passos
faz de mim o teu herói, não quero adormecer

Tudo o que eu vi, estou a partilhar contigo
o que não vivi, hei-de inventar contigo
sei que não sei, às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem, encosta-te a mim

Encosta-te a mim, desatinamos tantas vezes
vizinha de mim, deixa ser meu o teu quintal
recebe esta pomba que não está armadilhada
foi comprada, foi roubada, seja como for

Eu venho do nada porque arrasei o que não quis
em nome da estrada onde só quero ser feliz
enrosca-te a mim, vai desarmar a flor queimada
vai beijar o homem-bomba, quero adormecer

Tudo o que eu vi, estou a partilhar contigo
o que não vivi, um dia hei-de inventar contigo
sei que não sei, às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem, encosta-te a mim

Jorge Palma, Voo nocturno (2007)

Amanhã, vou de viagem, encostar-me…

Posted in música | 6 Comments »

Grandes concertos Casino ’07

Posted by alegrão em Julho 4, 2007

Começam esta semana os concertos no Du arte lounge do Casino Estoril. Como nos últimos anos, todas as quintas-feiras há um concerto à borla. O programa é este:

Julho

  • 05 – André Sardet
  • 12 – João Pedro Pais
  • 19 – Luís Represas
  • 26 – Delfins

Agosto

  • 02 – UHF
  • 09 – Jorge Palma
  • 16 – Paulo Gonzo
  • 23 – Rui Veloso
  • 30 – Vitorino

Setembro

  • 06 – GNR
  • 13 – José Cid & Big Band
  • 20 – Mafalda Veiga
  • 27 – Pedro Abrunhosa

Os concertos têm início às 23:30, até dá para dar uma volta na FIARTIL e jantar.

Posted in Lazer, música, Turismo | 10 Comments »

Geografias, o regresso

Posted by alegrão em Junho 19, 2007

Júlio Pereira, o homem dos sete instrumentos, está de volta com um novo disco: Geografias.

Geografias

No seu site, podem-se ouvir excertos das músicas. Eu já estive a deliciar-me com o som do bandolim e da guitarra portuguesa. Vão lá ao site, que tão cedo não deve passar na rádio… É que o Bandolim não sabe fazer… catchimmmmm… 😡 Ah! E a Sara Tavares, que participa no disco, também não…

O disco está nas lojas a partir de hoje e os espectáculos estão previstos a para o mês de Setembro, em Portugal (cof cof) e Espanha.

Posted in música | 6 Comments »

José Afonso faleceu há 20 anos

Posted by alegrão em Fevereiro 24, 2007

No dia em que passam 20 anos da sua morte, aqui fica uma pequena homenagem a José Afonso.

Utopia, José Afonso

Cidade
Sem muros nem ameias
Gente igual por dentro
Gente igual por fora
Onde a folha da palma
afaga a cantaria
Cidade do homem
Não do lobo, mas irmão
Capital da alegria

Braço que dormes
nos braços do rio
Toma o fruto da terra
É teu a ti o deves
lança o teu desafio

Homem que olhas nos olhos
que não negas
o sorriso, a palavra forte e justa
Homem para quem
o nada disto custa
Será que existe
lá para os lados do oriente
Este rio, este rumo, esta gaivota
Que outro fumo deverei seguir
na minha rota?

Posted in música | 2 Comments »

Carnaval à Lambada

Posted by alegrão em Fevereiro 21, 2007

Este carnaval andei à lambada.

Não, não me tornei agressivo. Mas uma das coisas que se fez este Carnaval, foi recordar discos antigos. Tão antigos que até eram em vinil. Ouvimos discos de grupos que já nem nos lembrávamos do nome, só reconhecíamos mesmo as músicas aos primeiros acordes. Eram os Boney M, Da Vinci, Herman José (sim, cantou, entre outras, uma chamada… Da Da Da), Trio Odemira e muitos mais. Entre eles, estava uma canção que ainda me lembrava de cantar: “O passarinho” de Tó Maria Vinhas. Não resisto a deixar aqui a música:

Era um passarinho
Queria voar
E lá no seu ninho
Estava a pensar

Tinha tanto medo
Que olhando pro chão
Batia ligeiro
O seu coração

E sol gritou tens de voar
É o teu destino Toca a saltar
E o passarinho esvoaçou
Caiu no chão e não chorou

Mas de repente, sem hesitar
Olhou o sol pôs-se a voar.
Estava no mundo, tinha de ser,
Perdeu o medo e foi viver.

A cantar músicas destas, penso que dissipei qualquer indício de agressividade presente no início desta publicação. Quando dizia que andei à lambada, referia-me a ter dançado lambada. Lembram-se da dança? Na altura, ensinaram-me e agora pouco me lembrava, mas lá dei uns toques… Para ajudar a lembrar, aqui fica a capa do disco, era dos Kaoma.

Kaoma

Posted in música | 10 Comments »

Pólo Norte, A dança

Posted by alegrão em Fevereiro 15, 2007

Chegaste de passos apertados
Os olhos embargados
Cheios de medos teus
Pediste que te levasse a mágoa
E que te tocasse a alma olhando para os meus

Apertei-te contra o peito, num abraço perfeito

A rua como companhia
Às vezes escura e fria
Dura realidade
Ninguém olha pra ti
Com olhos de gente
Até mesmo indiferente
A quem és de verdade
Esquece o teu mundo lá fora
É hora de ir dançar

Esta noite dança só pra mim
Que esta dança nunca tenha fim
São asas que me dás
Levam alto para longe

Esquece o teu mundo lá fora
É hora de ir dançar

E esta noite dança só pra mim
Que esta dança nunca tenha fim
São asas que me dás
Levam alto para longe
até de mim…

 Numa noitada, ao acordar ou até ao sair do banho, digam lá se dançar não faz bem ao coração…

Posted in música, Pensamentos | 6 Comments »

Outlandish – I only ask of god

Posted by alegrão em Janeiro 15, 2007

I only ask of God
He won’t let me be indifferent to the suffering
That the very dried up death doesn’t find me
Empty and without having given my everything

I only ask of God
He won’t let me be indifferent to the wars
It is a big monster which treads hard
On the poor innocence of people
It is a big monster which treads hard
On the poor innocence of people

People…people, people

I only ask of God
He won’t let me be indifferent to the injustice
That they do not slap my other cheek
After a claw has scratched my whole body

I only ask of God
He won’t let me be indifferent to the wars
It is a big monster which treads hard
On the poor innocence of people
It is a big monster which treads hard
On the poor innocence of people

People…people…people

Solo le pido a Dios
Que la guerra no me sea indiferente
Es un monstro grande y pisa fuerte
Toda la pobre inocencia de la gente
Es un monstro grande y pisa fuerte
Toda la pobre inocencia de la gente

People…people…people

A letra tem uma boa mensagem, mas aqui fica publicada para tirar algumas dúvidas de algumas mentes depravadas… Se a língua portuguesa é traiçoeira, vejam bem a espanhola, leiam o verso marcado e depois digam alguma coisa.

Posted in música | 4 Comments »