Alegrão

  • calendário

    Novembro 2006
    S T Q Q S S D
    « Out   Dez »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930  
  • Entradas Mais Populares

  • Categorias

  • arquivo

2º Congresso TOC

Posted by alegrão em Novembro 5, 2006

2TOC

Este fim de semana, os Técnicos Oficiais de Contas (TOC) estiveram em congresso no Pavilhão Atlântico, em Lisboa.

Foram abordados temas como A Evolução da profissão, Ética e Deontologia profissional, A qualidade na profissão, Responsabilidade profissional do TOC, Normalização contabilística, O TOC na Administração Pública.

O tema principal foi A profissão na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). No sábado de manhã, foram ouvidos representantes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, S. Tomé e Príncipe e Timor Leste.

A partilha de experiências e e realidades vividas foi enriquecedora.

Em Angola, no país que se espera que cresça mais este ano, pouco tempo depois do final da guerra, anseia-se pela criação de uma ordem que congregue os profissionais.

O Brasil demonstrou a sua imponente organização, imprescindível para agregar um número considerável de profissionais. No Brasil, existem 65.168 empresas de contabilidade.  O regulador é o Conselho Federal de Contabilidade e está representado em todos os Estados. Existem aínda Sindicatos, muito evoluídos, com oferta de serviços diversos como assistência jurídica, universidade corporativa e controlo de qualidade.

Cabo-Verde já tem uma Comissão instaladora dos Técnicos de Contas. A profissão foi criada há cerca de 14 anos e o representante demonstrou optimismo na sua evolução.

A Guiné-Bissau regulamentou a profissão em 1994. Em 1998 criou-se a promeira Associação e hoje conta com uma Ordem Nacional. Esta Ordem conta apenas com cerca de 70 membros, mas apenas 8 são profissionais a tempo inteiro. É que os restantes são funcionários das Finanças que exercem a profissão… O representante deste país, deu-nos a conhecer ainda, que no país existem cerca de 3.200 empresas, das quais cerca de 200 têm contabilidade organizada e apenas 65 apresentam as suas contas anualmente…

Moçambique reflectiu a preocupação na falta de quadros. O país continua a sarar os problemas da guerra, mas a falta de recursos humanos qualificados é uma grande lacuna. A Comissão instaladora da profissão está criada e a harmonização fiscal dá um sinal promissor para o futuro.

Portugal falou sobre o rigoroso passado distante, o passado recente “baldas”, o presente evolutivo e o futuro que se espera risonho mas exigente em qualidade.

S. Tomé e Príncipe publicou o Plano de Contas em 1980. Apesar de antigo, as resistências à sua implementação são fortes e a legislação muito efémera. A representante demonstrou esperança nas experiências alheias recolhidas no Congresso para transmitir aos colegas nacionais.

Timor-Leste trouxe-nos relatos de uma realidade preocupante. As prioridades da mais nova nação do mundo são a criação de infra-estruturas básicas (água e electricidade por exemplo) e combate à pobreza. O país debate-se com problemas como uma esperança de vida de apenas 50 anos (59 no sexo feminino). Estes factos fazem com que a criação da profissão não seja uma prioridade. Com uma população onde 98% da população tem uma idade inferior a 65 anos, o país tem condições para ser próspero em condições de paz.

A ideia com que fiquei no final deste intercâmbio, foi que Portugal está bem mais organizado que os países africanos, onde ainda existem situações algo “caóticas”. De qualquer forma, ainda há um longo caminho a percorrer para chegar a uma organização evoluída como a brasileira.

É com muito agrado que tenho assistido ao desenvolvimento da nossa profissão nos últimos dez anos. A Direcção da nossa Câmara tem feito enormes esforços para dignificar a profissão, contudo, cabe-nos a nós, profissionais, sermos solidários. No fundo, temos que valorizar a ética profissional, um dos temas abordados neste Congresso.

Anúncios

12 Respostas to “2º Congresso TOC”

  1. mfc said

    Vim acompanhado de vários TOC’s… de autocarro!!
    … que combóios não havia!!

  2. jacky said

    ena pá que giro, mfc e alegrão na mesma sala sem saberem da presença um do outro 😆

  3. aramis said

    Imaginem a cena: o nosso caríssimo Alegrão ia discursar no Congresso e ao apresentar-se saltava o mfc da cadeira e gritava: Esse gajo é um impostor!!! Ele faz-se passar por TOC mas realmente ele é um especialista em queijos e em fotoreportagens…eheheheheheheheheheheheheheheheheheheh.
    Alegrão, mesmo com chuva e ainda um pouco enjoado consigo manter 1/3 da minha (in)sanidade mental.eheheheheh
    Um abração.

  4. alegrão said

    Mfc: Até nos poderíamos ter encontrado. Pode ser que o próximo Congresso seja na Póvoa de Varzim… 😉

    jacky: É mesmo, se soubesse antes podiamos ter-nos encontrado.

    Aramis: A pessoa que mais me marcou neste Congresso, foi um luso-português, de nome: António Lopes de Sá. Numa das suas brilhantes intervenções, falou em… Alvarinho!!! Nada mais, nada menos, que o nosso vinho verde da nossa região do Minho. E ele sabe muito bem que o melhor Alvarinho é o de Monção.
    Isto para dizer que TODOS os bons TOC’s que eu conheço apreciam um bom vinho e bons petiscos… 😀
    Tenho a certeza que o Mfc partilha da minha opinião.
    Tem cuidado com esses enjoos… Será que um dos comentadores aqui do Alegrão, será o primeiro grávido do mundo!?!?!? 😀

    Beijinho e abraços

  5. aramis said

    Não te preocupes. Os meus enjoos não são matinais. Mas se, por obra do Espírito Santo, se confirmar a tua suspeita…serás o padrinho. Que me dizes?

  6. aramis said

    Mesmo assim…amuei!

  7. alegrão said

    Aramis: ahahah, só se me prometeres que não falo às televisões… ahahah Estou a brincar…
    Um abração

  8. aramis said

    Vê lá não te caia um dentinho com tanto riso…ehehehehhe. Claro que não falarias para as televisões. EU…seria o centro das atenções. UI…tô mesmo mal…possa pá…
    Um abração com pelo menos dois metros de distância porque o enjoo tá forte.

  9. wind said

    Excelente post formativo e informativo 🙂
    beijos

  10. alegrão said

    Aramis: Assim estou mais descansado, um abraço.

    Wind: Obrigado Wind, beijinho 😉

  11. eco de mim said

    eu ñ sou mto de nros, acho q sou um ‘cadinho… toc-toc! 😉 eh eh!

  12. alegrão said

    eco de mim: lololol Não és nada 🙂 Beijo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: