Alegrão

  • calendário

    Agosto 2005
    S T Q Q S S D
    « Jul   Set »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031  
  • Entradas Mais Populares

  • Categorias

  • arquivo

Visita ao Aqueduto das Águas Livres

Posted by alegrão em Agosto 7, 2005

Ontem visitei o maior monumento nacional, o Aqueduto das Águas Livres.
A conduta principal mede 19 Kms, mas se se contar com todos os ramais chega-se aos 48 Kms e se juntarmos as condutas distribuidoras para os diversos chafarizes chegamos a uns impressionantes 60 Kms. A parte mais conhecida situa-se no vale de Alcântara onde o mais alto dos arcos mede 65,29 metros, o maior arco em pedra do mundo.

Aqueduto_arcariaa

Mandado construir em 1731 para colmatar a falta de água em Lisboa, foi terminado em 1748. Antes da construção do aqueduto cada cidadão de Lisboa dispunha de 6 litros de água por dia e após esse número passou a 15 litros. Nessa altura as pessoas tinham que “secar” em filas intermináveis por um fio de água, por vezes haviam cenas de pancadaria e até mortes nessas longas filas. A visita começou em Carenque/Belas, nas duas mães de água existentes: nova e velha.

Aqueduto_mae_agua_nova

O aqueduto não servia apenas para fornecer água à população, servia igualmente como caminho público. As mães de água que visitei eram locais onde as pessoas se podiam sentar e descansar um pouco e as galerias eram locais ventilados e iluminados por onde as pessoas se podiam deslocar.

Aqueduto Galerias

O caminho público por cima do vale de Alcântara foi mandado fechar devido aos crimes praticados por Diogo Alves que lançava as vítimas do alto dos arcos. Os 65 metros do arco maior equivalem a um prédio de 22 andares.

Aqueduto_topo_alcantara

A visita também passou pela mãe de água das Amoreiras. Primeiro grande reservatório de água de Lisboa. Edificado como se de um palácio se tratasse, foi um local onde os reis se encontravam com as suas amantes. Actualmente serve de palco a exposições de arte, eventos de moda, etc. Do seu terraço avista-se grande parte de Lisboa, de salientar as torres das Amoreiras, ponte 25 de Abril, a Sé, Igreja de São Vicente, Torre Vasco da Gama, castelo de S. Jorge, etc. Também se avista a margem sul onde salta à vista a antiga zona da Lisnave.

Aqueduto_mae_agua_amoreiras

A visita estava inserida no programa “Ciência Viva” na vertente geologia e foi dirigida por duas pessoas muito simpáticas e sabedoras no assunto, tanto o monitor do programa como a monitora (historiadora) da EPAL.

Anúncios

23 Respostas to “Visita ao Aqueduto das Águas Livres”

  1. Starmoon said

    Então foi aqui que foste!!! :p Muito fixe a visita e as fotos. Eu também já fui, em visita de estudo no 12º ano, ao Museu da água. Foi demais!

    Beijinhos e depois conta coisas.

  2. Joao said

    Pois.. eu só gostava de saber onde é que ouviste isso tudo se andaste a maior parte do tempo a tirar fotografias… 😉

  3. Alegrao said

    starmoon: estas são apenas algumas fotos. No total foram 123.
    joao: eheheh não tirei tantas como tu… Mas tenho fotos de placas informativas que foram úteis. Outras informações foram tiradas da net.

  4. Surrubeco said

    Saudades dos velhos tempos em que o desporto radical era atravessar o aqueduto na Amadora (zona da Sorefame) pela plataforma exterior e contemplar toda a panorâmica envolvente…

  5. Alegrao said

    surrubeco: bem… bota radical nisso!!!

  6. Junior said

    Longe vai o tempo mas resistente é a memória, não pude deixar de recordar os passeios clandestinos que fazíamos pelo aqueduto, entrávamos no Ciclo Preparatório de Queluz e quais aventureiros destemidos, percorríamos o mesmo até sairmos na quinta da fontareira em Belas, onde nos deleitávamos com as sandes que trazíamos nas mochilas. Belo passeio pelo passado – Obrigado Alegrão

  7. André said

    muito bacano es muito sexy site

  8. alegrão said

    Junior: És daqui de perto… Ainda bem que trouxe boas recordações.

    André: Obrigado.

  9. Carlos said

    Os Arcos da Lapa no Rio de Janeiro também é um lindo Aqueduto.

  10. ana teresa said

    ola!

    quem diria que eu te ia encontrar sem querer. Moras num bonito sitio. O Alexandre gostou muito.

    beijinhos

  11. margarida said

    gostei muito do sitio … bonito … inspirador … AMEI …

    tenho de ir ao mais vezes tens uma sorte de ai morar .. concordo com todos os anteriores comentarios..

  12. Katie said

    hey boy .. thats nice for a new start .. im moving there , who knows maybe we will meet …..

    see ya cutie ….

    oh by the way YOU ARE SO DROP DEAD GORGEOUS !!!!

  13. david said

    boa tarde, alguem me sabe dizer os horarios e os dias em que se pode visitar o aqueduto e a mae d´agua? preços, etc… obg

  14. Hugo said

    Ola,

    gostava de saber como visitar o aqueduto…

    será que me podiam informar.

    se alguém puder mande as informações para a hapazores@gmail.com
    e obrigado

    beijos e abraços
    Hugo

  15. alegrão said

    Hugo:
    Podes ter informações em:
    http://viajar.clix.pt/tesouros.php?id=597&lg=pt ou na entidade que tutela o monumento http://museudaagua.epal.pt/museudaagua/

    Um abraço

  16. Wer mit der eigenen Immobilie keinen Alptraum erleben will,
    sollte genauestens seinen finanziellen Spielraum ermitteln.

  17. Horace said

    Ich bin ein großer fan von gesudner ernährung und vieles von dem was heir geschrieben steht ist wirklich
    interessant und hilft für eine gesunde ernährung.

  18. Forschungen haben ergeben, dass vier Stück frische
    Selleriestäbchen täglich den Arterienhochdruck bis zu 15
    % senken.

  19. Ein Raubtier ist hervorragend an Fleischnahrung angepasst und würde mit reiner Pflanzennahrung kaum gesund, fortpflanzungs- und überlebensfähig bleiben.

  20. Etwas abweichend stehe ich im ganzen Buch nur zu drei ganz kleinen nebensächlichen Hinweisen.

  21. Allein der Verzehr von mehr Ost und Gemüse ohne weitere Änderungen beim Essen ließ die
    Werte nach unten gehen.

  22. Brook said

    Ergänzen kann man die Behandlung mit dem Salz Nr.
    5. Kalium phosphoricum, welches gute Wirkung bei Erschöpfung und Herzschwäche zeigt.

  23. Wer sein fahrtechnisches Können noch etwas perfektionieren möchten, kann dies tun, indem er an einem der regelmäßig angebotenen Fahrtrainings teilnimmt.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: