Alegrão

  • calendário

    Junho 2005
    S T Q Q S S D
    « Maio   Jul »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930  
  • Entradas Mais Populares

  • Categorias

  • arquivo

Ecologia, aérodromos e crescimento sustentado

Posted by alegrão em Junho 27, 2005

Já todos ouvimos falar que Portugal não aproveita todos os fundos comunitários e que, por isso, o dinheiro tem que ser devolvido à União Europeia. Também ouvimos falar que quanto ao aproveitamento das energias renováveis estamos na cauda da Europa. A razão deste atraso está na burocracia que existe em passar licenças para instalar moinhos de vento ou painéis solares (podem chegar aos 8 anos).

Então e o que há de novo?

Nada, ou quase… Tirando a notícia de hoje: uma avioneta embateu num automóvel num aeródromo atravessado por uma… estrada.

E o que é que têm os moinhos de vento com os aeródromos? Que país é este!?

Não se passa uma licença para instalação de moinhos de vento nem de painéis solares e passa-se uma licença para instalar um aeródromo num local atravessado por uma estrada!!! Após alguma pesquisa, já notei que existem mais dois casos no país (Gavião e Leiria).

Ah, também é de salientar que o aeródromo de Espinho está situado numa zona de reserva ecológica.

Não é por causa do que ganham os Funcionários Públicos que este país não anda para a frente! Onde é que está o crescimento sustentado com base em soluções ecológicas? As soluções ecológicas atrás referidas iriam aumentar a produção de energia, poupando ao país verbas gastas em importação de energia.

Anúncios

4 Respostas to “Ecologia, aérodromos e crescimento sustentado”

  1. Starmoon said

    Sabes a questão do destino dos fundos comunitários é algo misterioso, eles vêm cá parar, mas vê-los…Seja como for, tens razão quando focas num ponto importante relativamente as energias renováveis. Um dos passos para o crescimento de um país ou até duma simples empresa é a inovação. Enquanto os portugueses não souberem arriscar e inovar vamos continuar a ver muitos fundos desaparecidos…Será caso para chamar o 007?
    Sobre a avioneta palavras para que? Só em Portugal infelizmente.

    Bejinhos e desculpa o “pequeno” comentário 😉

  2. Carlota said

    O crescimento primeiro teria de passar pela mentalidade. Há coisas de facto que não dão para entender. Somos aqueles dos Descobrimentos, da Expo 98 e do Euro 2004 e depois damos calinadas dessas. Oh senhores abram a pestana!!!

  3. O aeroporto de Gibraltar também é atravessado por uma estrada e não consta que haja acidentes… É tudo uma questão de (boa) gestão.

  4. Alegrao said

    starmoon: acho que não é preciso um 007. Nem tão pouco engenheiros competentes, porque esses temos dos melhores do mundo. O que é necessário são os políticos honestos.
    formiguinha: o aeródromo de Paramos também já tinha muitos anos e ainda não tinha acidentes (com mortos). Mas na categoria de provérbios e adivinhas consta um provérbio que diz “a ocasião faz o ladrão”. Naquele local a solução seria a estrada dar a volta ao aeródromo ou então construir o aeródromo noutro local. As duas partes interessadas teriam que chegar a um consenso. E agora digo eu: porque não fazer um túnel por baixo da pista do aeródromo? Todos ficavam a ganhar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: